O processo será fundamental para equilibrar o abastecimento

Os bairros que serão influenciados pelo rodízio serão aqueles abastecidos pelo Rio Batalha. O sistema terá início a partir da meia noite da próxima quarta-feira (16).

A falta de previsão de chuva e estiagem são os responsáveis pela diminuição do nível do Rio Batalha.

Resultando na necessidade do rodízio que alternará em 24h entre bairros da Vila Falcão e região do Centro e Altos da Cidade.

  • Bairros que abrangem região da Vila Falcão
    Serão abastecidos nos dias 16, 18, 20, 22, 24, 26, 28 e 30/9.

Vila Independência, Vila Nipônica, Jardim Ferraz, Popular Ipiranga, Jardim Solange, Vila Santista, Jardim Ouro Verde, Jardim Vitória, Residencial Sabiá, Residencial Andorinhas, Núcleo Joaquim Guilherme, Granja Cecília, Vila Falcão, Alto Paraíso, Vila Pacífico, Vila Industrial, Residenciais Filardi, Vila Dumont I, Spazio Comendador e Shangrila, Vila Bela, Vila Dutra, Santa Cândida, Leão 13 e região.

  • Bairros que abrangem região do Centro
    Serão abastecidos nos dias 17, 19, 21, 23, 25, 27, 29/9.

Centro, Altos da Cidade, Jardim Estoril, Jardim Aeroporto, Jardim Cruzeiro do Sul, Parque Paulistano, Jardim Carolina, Vila Cardia, Higienópolis, Vila Universitária, Jardim Panorama e região.

A partir do dia 16 de setembro os bairros da Vila Falcão serão abastecidos. A partir da meia noite do dia 17 o sistema terá como foco a área central da cidade.

Em 1911 a energia elétrica chega a Bauru e juntamente com ela o primeiro serviço de abastecimento de água do município graças ao projeto do engenheiro Sylvio Saint Martin.

O primeiro reservatório de água foi construído na esquina da Rua Antônio Alves e Cussy Junior. Com o mandato do prefeito Ernesto Monte a estação recebeu ligações e encanamentos.

Por conta da reversão do sistema, pode ser que haja demora no reabastecimento da água. Sendo assim, é importante que apesar da medida se tratar de algo temporário, os moradores economizem e priorizem os hábitos essenciais.

Atualmente a cidade conta com 34 poços profundos (mananciais subterrâneos), 28 deles em diversos bairros e a Estação de Tratamento de Água.

Tais unidades produzem mais de 2.000.000 m3/mês e abastecem em torno de 62% da população.

O DAE é então responsável pela reservação da água de 57 reservatórios e garante que 100% da cidade seja abastecida por água tratada.