A Companhia Estável de Dança de Bauru se apresenta neste sábado, 28/11, às 18 horas, no Teatro Estadual de Araras, com a coreografia “Morte e Vida Severina”, de Arilton Assunção e com direção artística de Sivaldo Camargo. A companhia abre a apresentação da São Paulo Companhia de Dança. O espetáculo de entrada gratuita marca a reabertura do teatro ao público, mas também será transmitido online no canal do Youtube da São Paulo Companhia de dança.

A coreografia é uma releitura inspirada no poema “Morte e Vida Severina”, de João Cabral de Melo Neto, que foi publicado em 1955 e retrata a trajetória e as dificuldades enfrentadas pelos retirantes nordestinos. Esta é a primeira vez que a Cia Estável de Dança volta aos palcos de forma presencial desde o início da pandemia. “Além do contato com o público pela primeira vez na pandemia, dois fatores são muito especiais para nós, sermos convidados a dividir o palco com uma das maiores companhias de dança do país, com temporadas internacionais, e também participar da reinauguração de um teatro que foi projetado por Oscar Niemeyer”, comenta Sivaldo Camargo.

Sobre a Cia Estável de Dança

A companhia é um projeto da Secretaria Municipal de Cultura de Bauru, existe desde 2011 e completou nove anos de existência em setembro de 2020. Hoje, conta com 12 bailarinos, que recebem uma bolsa para se dedicarem por 20 horas semanais aos ensaios e treinamentos de ballet clássico com dança contemporânea. O objetivo é formar dançarinos que seguirão carreira profissional. A companhia tem em seu repertório trabalhos como “Frida”, “Baluarte”, “Carmen” e “Tropicália Bananas ao Vento”, e as apresentações costumam ser gratuitas e abertas à população.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE BAURU