Todos os comerciantes que descumprirem a recessão serão autuados. Fotos: Designed by Freepik

Equipes da Polícia Civil estão trabalhando em parceria com a Vigilância Sanitária de Bauru, com isso foi registrado o primeiro termo de infração por descumprimento do decreto de recessão para comércio. Os estabelecimentos que prestam serviços não essenciais tiveram o atendimento presencial ao público suspenso.

A medida foi estabelecida para impedir a disseminação do vírus no município e até então permanecerá até o dia 7 de abril. O registro de infração será aplicado em todos os outros casos semelhantes de descumprimento.

O registro de infração aconteceu na quinta-feira (26) na região central da cidade e foi encaminhado à justiça. O procedimento tem sido através do acionamento da Vigilância Sanitária (que procede com a autuação administrativa) pela Polícia Civil. O responsável também assina um termo de compromisso de comparecimento ao juízo.

NOTIFICAÇÕES E VISTORIAS

Dados da Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan) e apoio das polícias Civil e Militar, do dia 21 ao 25, o número de estabelecimentos vistoriados foi de 350. Alguns também receberam notificações: 151. Não houve multa para nenhum estabelecimento.

A Prefeitura de Bauru e a Secretaria Municipal de Saúde descartam a flexibilização das medidas de quarentena e recessão do comércio/serviços não essenciais por conta do coronavírus.