A medida foi tomada para evitar aglomerações

Seguindo as orientações do Ministério da Defesa, Bauru e Botucatu não realizaram as comemorações de sete de setembro.

A portaria publicada pelo órgão no Diário Oficial da União (DOU) orientava o cancelamento dos eventos para evitar aglomerações.

Sobre os desfiles o Ministério afirmou em um trecho que:

“Todavia, como é de amplo conhecimento, o País, como considerável parte do mundo, enfrenta a pandemia do “COVID-19”, não sendo recomendável pelas autoridades sanitárias a promoção de eventos que possam gerar aglomerações de público, devido ao risco de contaminação. As condições atuais indicam que tal recomendação deva ainda vigorar durante o mês de setembro, abrangendo, assim, o período de celebração do 198º Aniversário da Proclamação da Independência do Brasil.”.

Ainda no interior de São Paulo em Marília, um ato cívico no paço municipal foi a marcação da semana da pátria na cidade.

Em Brasília o desfile também não ocorreu por conta das medidas de isolamento. É 1ª vez que isso acontece desde a redemocratização em 1985.

As comemorações na capital federal geralmente contam com membros da Marinha, Exército e Aeronáutica.

Bandas e veteranos também costumam fazer parte dos desfiles, assim como a tradicional Esquadrilha da Fumaça.

No entanto, para evitar aglomerações, neste ano houve apenas uma solenidade com esquadrilha da fumaça, hasteamento da bandeira e execução do hino nacional pela Banda do Batalhão da Guarda Presidencial.

Estiveram presentes: o presidente Jair Bolsonaro, o vice-presidente Hamilton Mourão, os ministros de Estado e alguns convidados.

A data é comemorada por conta da proclamação da independência do Brasil em 1822. Fato que oficializou o rompimento de dependência de Portugal.

Por ser de grande importância para o país, a data é considerada um feriado nacional anual desde o governo de Eurico Gaspar Dutra.

A data foi oficializada desde então, conforme as leis nº 662, de 6 de abril de 1949, e nº 10.607, de 19 de dezembro de 2002.

Fazendo parte da história brasileira, a data é um marco juntamente com o Dia de Tiradentes e o Dia da Proclamação da República.

O sete de setembro reforça a memória do povo para a importância deste fato que libertou o país de crises no sistema colonial e o direcionou para buscar sua autonomia política e econômica.