O período de grande intensidade de chuvas já chegou e trouxe consigo a preocupação dos bauruenses e das autoridades da cidade com as ruas esburacadas. Por conta desse período no qual as chuvas são intensas e constantes, as vias são alagadas e danificadas e mesmo ano após anos consecutivos a qualidade do pavimento de asfalto causa apreensão.

Por conta das chuvas, a operação que tem como objetivo reparar essas perturbações só retornará em maio quando se minimiza o período de chuvas. Enquanto isso, buracos que estiverem em locais de grande fluxo ou oferecendo perigo serão uma exceção para as obras, já que podem ocasionar acidentes.

Os buracos podem causar acidentes. Foto: Tainá Vétere

Se o reparo acontece durante as chuvas acaba prejudicando o trabalho, uma vez que a chuva não permite a secagem correta do material de recape, que é produzido na própria cidade. Além disso, esse material também pode ser recebido de uma empresa terceirizada com a qual a prefeitura possui contrato.

PROCEDIMENTO

As regularizações para início do projeto tiveram início na sexta-feira (7) com o auxílio da terceirização que permitiu o contrato de mais quatro equipes para realizar o trabalho. A segunda quinzena de maio é o período que espera-se iniciar a restauração do asfalto, uma vez que as chuvas possivelmente terão cessado.

RECAPEAMENTO

Em Bauru ainda existem diversas quadras com asfalto antigo que necessitam de recapeamento e esse é um dos principais motivos para que os buracos apareçam com tanta frequência na cidade.

Para realizar esse serviço a prefeitura busca recursos e auxílio com o Estado, a fim de atender a demanda dos moradores que carecem de um asfalto de qualidade, principalmente na Avenida Castelo Branco e na Rua Bernardino de Campos.

Espera-se que alguns trechos sejam recuperados e para os demais locais aguarde-se o auxílio do governo Estadual.