Como principais temas de discussão o evento teve: a prevenção da mortalidade materna e humanização do parto e nascimento. O evento aconteceu na terça-feira (10), no auditório Sírius do Hospital Estadual e contou com médicos, enfermeiros, gestores de saúde e outros profissionais relacionados à saúde materno-infantil.

Como abertura o público contou com a palestra de abertura pela médica Vera Therezinha Medeiros Borges professora associada do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Botucatu da UNESP. O tema foi relacionado a assistência materna.

Grupos também foram formados a fim de discutir “A assistência ao pré-natal: da assistência básica ao alto risco” contando com as equipes do Hospital Regional Jorge Rossmann (Itanhaém) e do Hospital Geral de Itapecerica da Serra.

Diversos profissionais da saúde materno-infantil estiveram presentes no evento. Foto: Por Prefeitura Municipal de Bauru

Já o tema “As urgências e emergências obstétricas e a importância dos protocolos assistenciais”, teve apoio do pessoal do Hospital e Maternidade de Interlagos e do Hospital Geral de Carapicuíba. E por fim, “As boas práticas no parto e nascimento”, com participação de equipe do Hospital Geral do Grajaú e da Mater de Ribeirão Preto.

Para encerramento do encontro os profissionais realizaram uma reflexão acerca do Projeto Maternidades Apoiadoras e sua função com os cuidados da vida. O momento foi guiado por Cristiane Marchiori, doutora em Saúde Pública pela USP.

O evento foi realizado pela Maternidade Santa Isabel, unidade da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES-SP) sob gestão da Famesp. Houve também o apoio da Humaniza-SES e da Sogesp (Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo). As empresas Actua, Santo Remédio, Grow Química e Farmacêutica e Eme Equipment foram as patrocinadoras do Fórum.