Início » Prefeitura libera acesso a viaduto interditado

Prefeitura libera acesso a viaduto interditado

por Casimiro
0 comentário
viaduto interditado em bauru

O viaduto da 13 de maio foi interditado por apresentar problemas na estrutura

O viaduto que liga a Rua 13 de maio à Avenida Nuno de Assis completou 1 ano de interdição agora em setembro.

Na última sexta-feira (4), a Prefeitura Municipal De Bauru liberou a alça de acesso do viaduto João Simonetti, localizado no centro da cidade.

Apesar da liberação do trecho, os postes responsáveis pela iluminação do local estavam apagados, deixando o local escuro para a passagem dos veículos.

A interdição ocorreu por risco de desabamento após uma vistoria técnica realizada pelo Ministério Público.

O viaduto apresentava desgaste natural da construção, o que resultou em uma fenda de 13 centímetros no asfalto.

Durante o período de interdição os motoristas precisaram recorrer a desvios. Um deles:

  1. Pelo viaduto João Simonetti até a Praça da Bíblia;
  2. Pegar a direita primeiro na Rua Beirute
  3. Direita na Rua Alto Juruá;
  4. Esquerda na Rua São Paulo;
  5. Direita na Rua Alto Purus, saindo então na Avenida Nuno de Assis.

A segunda opção é:

  1. Viaduto João Simonetti até a Praça da Bíblia;
  2. Esquerda pela Rua Miguel Buso;
  3. Seguir pela alça de acesso para a Nuno de Assis sentido Fórum até o início da avenida.

No final de agosto houve interdição completa do viaduto para a instalação de 35 escoras de madeira.

No entanto, na mesma semana, três das estacas caíram. O local no qual ocorreu a falha é utilizado como passagem de pedestres.

Apesar da irresponsabilidade, ninguém se feriu.  De acordo com o G1, foram enviados técnicos da Defesa Civil para averiguação da falha.

 Segundo eles, a trepidação dos veículos pode ser uma das causas, juntamente com o travamento das escoras, que não ocorreu.

O travamento é o principal responsável por assegurar a imobilidade das escoras e impedir que a estrutura desabe.

Com uma breve pesquisa é possível encontrar conteúdos referentes ao escoramento. Em grande parte deles as escoras de madeira não são recomendadas.

Comparadas às escoras metálicas, as de madeira são frágeis, podendo sofrer avarias e reduzindo sua durabilidade.

Além disso, as estacas de madeira exigem maior esforço e tempo na instalação. Considerando a especificidade da obra, elas são um risco.

Afinal, o viaduto possui um grande fluxo de veículos, que podem causar trepidação e pesar sobre a estrutura, perigo para pedestres e motoristas.

Deixar comentário

logo_bauru

Nós nos consideramos um meio de comunicação social que concorda em beneficiar e colaborar com a cidade de bauru com a veiculação de noticias relacionadas a ela e seus moradores.

CONTATO

Email:
contato@bauru.com.br

2022 © Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por SmokyDev