Ícone do site Bauru

“Um Canto no Botânico” terá mais uma live neste domingo

foto do jardim botânico de Bauru contendo algumas palmeiras e plantas

O projeto já está na 12ª edição. Foto: Site oficial do Jardim Botânico de Bauru

Os internautas poderão acompanhar o show no conforto de casa

Domingo é dia de começar com uma manhã animada, graças a mais uma edição do “Um Canto no Botânico”. O evento online é realizado pelo Jardim Botânico de Bauru.

A partir das 11h do dia 27/09 o projeto apresentará o show “Rios, Florestas e Violas: Música e Natureza”. O show contará com a presença dos músicos:

Com Cecéu (viola caipira e vocal);

Marco Munhoz (flauta);

Edinho Domingues (percussão);

 Isaltino Carvalho (violão).

Assim como o último show do projeto, a apresentação será por meio de uma live. Desta vez no Facebook do Instituto Pró-Terra.

A live também será compartilhada pela página oficial do Jardim Botânico Municipal de Bauru, e no perfil do músico Amilcar Marcel de Souza (Cecéu).

Dessa forma é possível que a transmissão também seja assistida também por esses dois perfis.

O projeto “Um Canto no Botânico” apresenta sua 12ª edição com realização do Jardim Botânico Municipal de Bauru.

O projeto torna-se possível graças ao patrocínio de empresas que são Amigas da Natureza. Já o show como de costume, esbanjará a música regional brasileira.

As canções apresentadas tratarão de histórias e contos, levando a questionamentos sobre o pertencimento das pessoas e o ambiente em que vivem.

O objetivo das músicas também abrangerá o contato com a natureza e a valorização de seus bens coletivos.

Com a presença de canções próprias o show contará com o uso da viola caipira como instrumento principal na apresentação.

O repertório também contará com canções de origem na cultura indígena, afro e caipira do Brasil.

Os músicos responsáveis pela apresentação possuem vasto repertório e história com a música. São eles:

Amilcar Marcel de Souza (Cecéu) violeiro caipira, instrumentista, ritmista, violonista, cantor, arranjador. Iniciou seus estudos de violão em 1990 e trabalha com música desde 1989;

Marco Aurélio Munhoz que é flautista, saxofonista, ritmista, arranjador e possui passado com a música desde 1997 ;

Edinho Domingues é baterista e percussionista de Jaú. Sua história com a música se iniciou em 1994 no conservatório musical de Tatuí;

Já Isaltino Carvalho é violinista e vocalista formado pelo Conservatório Jauense de Música. Além disso, é instrumentista, arranjador e compositor de canções educativas.

O Duo “Cecéu da Viola” e “Marco Munhoz” estão na estrada há sete anos com o caminho da educação ambiental e música.

Dois discos musicais e um livro fazem parte do histórico do grupo, assim como diversas apresentações em espaços culturais.

Unindo educação ambiental e expressão musical o Duo recebeu em 2016 o Prêmio da Universidade Federal do Paraná de Música Camponesa e Educação Ambiental.

Sair da versão mobile